“Síndrome da Vibração Fantasma” é comum em usuários de celulares

Algumas vezes você achou que seu celular estava tocando ou vibrando mas ele não estava? Isso é chamado de “Síndrome da Vibração Fantasma”.

phantom_phone_vibration

Um estudo envolvendo 290 estudantes universitários norte-americanos descobriu que quase 90% sentiam as sensações do “telefone fantasma”, e 40% afirmaram que isso aconteceu pelo menos uma vez por semana. Outro estudo realizado com 169 trabalhadores de um hospital, em 2010, mostrou que cerca de 70% deles experimentou a mesma sensação.

Por que isso acontece? “Porque estamos tão em contato com nossos celulares agora. Somos praticamente ‘Cyborgs’. Eles são partes de nós”, afirma Kathy Walsh à CBS de Denver.

“É quase como uma alucinação”, explicou o Dr. Randi Smith, clínico assistente social e professor de psicologia associado e licenciado Metropolitan State University of Denver. “Há um medo de que vamos perder uma mensagem, dá a impressão de que alguém está tentando se comunicar nós e não estamos correspondendo.”

Smith diz que as novas mídias e as mensagens recebidas são gratificantes, mas para alguns, eles podem se tornar uma obsessão.

“Eu acho que é um pouco assustador o quão dependente a maioria de nós tornamos em relação aos nossos dispositivos”, afirma.

A Síndrome de Vibração Fantasma parece não ser prejudicial – no estudo com estudantes universitários, mais de 90% consideram que as vibrações fantasmas não os incomodam.

Mas alguns acreditam que é um sinal de alerta sobre o excesso de tecnologia, e que isso pode ser perigoso para a interação humana . Smith diz que o nosso apego aos dispositivos torna-se um problema sério quando ele nos impede de se envolver com outras pessoas no pessoalmente.

“A notável prevalência da Síndrome de Vibração Fantasma surge para revelar elementos sobre a nossa situação tecnológica contemporânea”, diz Georgia Tech, professor assistente. O Dr. Robert Rosenberger, em uma análise recente publicada na revista Computers in Human Behavior relata que os hábitos, a ansiedade, a química do cérebro, e outros fatores podem contribuir para este tipo de comportamento, e afirma que mais estudos são necessários para entender completamente o que está acontecendo quando sentimos vibrações do telefone que não ocorreram.

Todo cuidado é pouco!

Via: CBS

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s